REFERÊNCIA FLORESTAL

Nova tecnologia no controle de FORMIGAS CORTADEIRAS

Formicida amplia a eficiência no combate a saúvas e quenquéns, otimizando o planejamento e produtividade da floresta

As formigas cortadeiras são insetos eussociais (sociais verdadeiros) e desenvolveram ao longo de milhares de anos estratégias que dificultam seu controle. As formigas da tribo Attini (saúvas e quenquéns) apresentam associação mutualística com seu fungo simbionte, do qual elas dependem para sua nutrição. Para suprir a necessidade do fungo as cortadeiras selecionam e cortam grandes quantidades de material vegetal.

Por isso elas podem se tornar pragas de diversos cultivos que necessitam de controle. Para o sucesso no controle de formigas cortadeiras é fundamental reconhecermos os fatores intrínsecos ligados à biologia e comportamento do inseto e fatores extrínsecos ligados aos fatores climáticos, operacionais e metodológicos. Os
atores operacionais e metodológicos podem ser manipulados, estrategicamente, através do manejo integrado de formigas cortadeiras e se bem conduzidos trarão, não só resultados satisfatórios de eficiência de controle, como também de redução do custo operacional como um todo.

A escolha de um formicida de qualidade, a programação das atividades de controle para cada fase da floresta, equipes bem treinadas e engajadas para aplicação do produto, cuidados no armazenamento e manipulação do formicida, correto dimensionamento do ninho e consequentemente das doses de formicida são ações de manejo fundamentais para garantir um controle eficiente.

Considerando o fator climático e a necessidade do controle de formigas cortadeiras em todos os meses do ano, a Dinagro desenvolveu a isca formicida Dinagro – S Resistente à umidade que consiste na mistura de substrato atrativo (polpa cítrica de laranja desidratada) com o princípio ativo sulfluramida (0,3%). A inovação tecnológica no processo de produção permitiu elevar a resistência à umidade nos pellets, sem alterar a estrutura
e a atratividade da isca. Assim, a tecnologia disruptiva desse produto rompe com o modelo anteriormente definido como época de aplicação de isca formicida e propõe algo nunca visto: a aplicação em condições de solos molhados, dias chuvosos ou com prenúncio de chuvas.

De acordo com estudos recentes, a atividade das formigas cortadeiras é mais intensa em períodos de alta temperatura e alta umidade relativa, o que coincide com o período do verão em algumas regiões do país. A isca Dinagro- S Resistente é a melhor opção para essa situação.

Veja mais aqui.

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?