REFERÊNCIA FLORESTAL

Aplicação mecanizada de isca formicida

As formigas cortadeiras, principal praga da eucaliptocultura, são insetos desfolhadores que vivem em simbiose com seu fungo alimentar e para a sobrevivência e prosperidade de sua colônia atacam, verozmente, plantas em qualquer fase de desenvolvimento, causando danos irreversíveis às florestas plantadas e reduzindo, por consequência, a produtividade final de madeira.

Quando o assunto é o manejo de formigas cortadeiras devemos levar em consideração toda informação de campo e as ferramentas disponíveis no mercado para melhor delinear a operação e obter sucesso no controle destes insetos-praga. A mecanização da aplicação de iscas formicidas apresenta-se como um destes importantes recursos e está cada vez mais consolidada na operação silvicultural.

O controle mecanizado começou a ser realizado de forma sistemática nas fases de implantação, reforma e pré plantio da cultura do eucalipto porém hoje, já é empregado de forma localizada e sistemática em todas as fases de formação da floresta. Diversas empresas do ramo florestal têm aumentado a percentagem de áreas controladas mecanicamente devido às vantagens que este sistema oferece no manejo de cortadeiras, tais como: redução do custo final de produção, otimização do tempo na operação e emprego de mão de obra especializada. Todos estes pontos garantem ganhos em produtividade, qualidade e uso racional dos recursos.

Para exemplificar, o rendimento operacional de uma máquina nesta operação é da ordem de 20 a 25 ha/dia enquanto que no sistema manual, um colaborador percorre em média 6 ha/dia. Contudo, vale frisar que, esse resultado dependerá do tipo do equipamento/aplicador de isca, das condições das áreas (topografia, sub-bosque e densidade do plantio), da capacitação do operador, da infestação de ninhos na área, entre outros.

As operações da silvicultura visam a sustentabilidade nos processos produtivos, ou seja, resultados satisfatórios com o menor impacto social, ambiental e econômico possível. Por esta razão, além da busca por sistemas mais eficientes, a necessidade de soluções tecnológicas integradas (fotografias aéreas, imagens por satélite e vídeo e sistemas GPS) surgiu com o objetivo de coletar dados confiáveis que permitam a agilidade da atividade e aperfeiçoem o fluxo de informações (SANQUETTA et al, 2006). Com estes índices é possível tomar decisões mais assertivas e aprimorar o desempenho das equipes de campo.

Veja mais aqui.

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?