Lei de Newton

A Cmpc Celulose Riograndense realiza pesquisas em parceria com a PUC/RS; (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) para avaliar os efeitos de diferentes intensidades da hipergravidade em espécies dos gêneros Eucalyptus e Corymbia. A intenção é acelerar os processos de incrementos obtidos pelos Programas de Melhoramento.

A tecnologia da hipergravidade possibilitou incrementos significativos em taxa e velocidade de germinação e na produção de mudas em viveiro; (diâmetro, altura e sobrevivência aos 120 dias), em diferentes espécies.

A fase atual da pesquisa permitirá uma avaliação mais consistente dos incrementos em materiais clonais conhecidos; possibilitando identificar as alterações e melhorias no crescimento, desenvolvimento, qualidade da madeira e no produto final.

Gostou ? Leia mais assinando a revista Referência Florestal aqui.

Post anterior

Corredores ecológicos

Próximo post

Ideflor-bio abre concorrência pública no estado do Pará

Diego

Diego

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *