Ações necessárias

Para reflorestar os 40 mil ha (hectares) de vegetação impactados pela tragédia de Mariana (MG) serão necessários até 20 milhões de mudas nativas, principalmente da Mata Atlântica.

Essa é a estimativa inicial da Fundação Renova, criada pela mineradora Samarco para gerir as ações de reparação dos danos causados no episódio. Para atender a demanda, teve início um levantamento dos viveiros de mudas existentes ao longo da bacia do Rio Doce.

Impactos em Mariana

A tragédia ocorreu em 5 de novembro de 2015, quando o rompimento na barragem de Fundão, pertencente à Samarco, liberou no ambiente mais de 60 milhões de m³ (metros cúbicos) de rejeitos. Além de devastar a vegetação nativa, a lama poluiu a bacia do Rio Doce, destruiu comunidades e provocou a morte de 19 pessoas.

E agora ?

O plano de restauração florestal prevê o plantio direto de 10 mil ha. Nos demais 30 mil ha, seria conduzida uma regeneração natural. O trabalho também abrangerá 5 mil nascentes, que receberão o plantio de árvores no entorno. A estimativa é que apenas a compra das mudas possa chegar a R$ 50 milhões.

 

Gostou ? Leia mais assinando a revista Referência Florestal aqui.

energia2
Post anterior

Charge

clone pirata Veracel
Próximo post

Clone Pirata

Diego

Diego

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *